FENAPAS EMITE COMUNICADO CRITICANDO ACUSAÇÕES ABSURDAS DE CANDIDATO EM RELAÇÃO A FENAPAS E AO CANDIDATO JOSEPH (12) AO CONSELHO DELIBERATIVO POR SP

Conheça a íntegra do Comunicado da FENAPAS, na data de hoje:
“Quando o Blog Aposentelecom publicou Matéria com considerações sobre a próxima reunião do CD da Sistel e a possível decisão sobre o PAMA e o PCE, o candidato ao Conselho Deliberativo na Região de São Paulo, que concorre com o Candidato JOSEPH HAIM Nº12, sentiu-se acuado, teve mais um surto e distribuiu acusações absurdas, insultuosas e sem fundamento, cheias de inverdades e que não resistem a análise de qualquer pessoa que tenha acompanhado a questão do PAMA e do PCE. Abordaremos apenas dois aspectos:
Acusa a FENAPAS e as 14 Associações Afiliadas de querer acabar com o Plano de Saúde! A FENAPAS entrou com uma Ação Civil em Brasília tão logo a Sistel confirmou o aumento Abusivo de 61,01% (acumulado com o aumento de 32,6%) e as Afiliadas APAS-RJ e ASTELPAR também entraram com ações nos respectivos estados. A ASTELPAR já sofreu retaliações da Sistel, mas apesar disto já contratou um Advogado especialista em Ações Individuais contra Planos de Saúde, para o atendimento aos Associados que estiverem com o PAMA suspenso ou cancelado e está proporcionando toda a Assistência. As acusações contra os Aposentados e suas Lideranças, criam uma cortina de fumaça para esconder os verdadeiros responsáveis pela atual situação do Plano de Saúde que são a Sistel e as patrocinadoras que não tem cumprido os Regulamentos do PBS, do PAMA e o Termo de Adesão ao PCE.
A Sistel e o atual presidente da Astel afirmaram várias vezes que o Conselho Deliberativo, não Delibera e não Vota sobre Plano de Saúde e que o CD só é informado do que a Diretoria decidiu e fim! Logo a FENAPAS e os demais Conselheiros Eleitos não podem inviabilizar a proposta da Astel na Reunião do Conselho no dia 27/02/2015!
Para conseguir a necessária união e acabar com a desagregação dos Participantes dos Planos da Sistel, Solicitamos aos Sistelados de São Paulo que votem nos Candidatos JOSEPH HAIM Nº 12 para o Conselho Deliberativo e SERGIO GIRÃO Nº 13 para o Conselho Fiscal.”
No Rio de Janeiro votem em Carlos Alberto Burlamaqui Nº 07 para o Conselho Deliberativo e SERGIO GIRÃO Nº 13 para o Conselho Fiscal.
Fonte: FENAPAS (26/02/2015)

NA PRÓXIMA SEXTA (27/FEV) HAVERÁ REUNIÃO DO CONSELHO DELIBERATIVO DA SISTEL PARA DECIDIR OU NÃO PROPOSTA DA ASTEL-SP SOBRE O PAMA

A proposta da Astel-SP para solucionar a muito provável insolvência em poucos anos do plano assistencial PAMA já foi devidamente divulgada por este Blog, através deste link.
Em síntese, ela consiste em executar uma ação coletiva de 2001 e sentenciada em 2003, que pode estar prescrita, e solicita a transferência dos superavits do PBS-A de 2009 à 2011 para cobrir o buraco do Fundo Garantidor PAMA, sem nenhuma contrapartida por parte das patrocinadoras. Desta forma somente os assistidos cobririam o rombo do PAMA com seus superavits represados até hoje, por culpa exclusiva das patrocinadoras.A outra solução existente ao PAMA é puramente jurídica, através da Ação Civil Pública ingressada pela FENAPAS e por algumas Associações de Aposentados.
Esta proposta também foi amplamente divulgada neste Blog, através do seguinte link.
Em síntese, consiste em cancelar os dois últimos aumentos do PCE, proibir cancelamentos por inadimplência no PAMA, volta do custeio pelas patrocinadoras e retorno dos inadimplentes ao plano, enfim, responsabilizar as patrocinadoras pelos prejuízos ocorridos no Fundo Garantidor do PAMA devido sua omissão em custear o plano durante estes últimos anos.

O que o Conselho Deliberativo da Sistel decidirá ninguém sabe ainda, mas a atitude controvertida do presidente da Astel-SP nos últimos dias, que também é conselheiro eleito da Sistel e o único dos quatro a defender sua proposta, alem de ser candidato a reeleição, de passar a defender não mais a sua proposta inicial, mas o ingresso dos assistidos em Juizados de Pequenas Causas para resolver o impasse do PAMA, é realmente muito estranha.
Primeiramente porque ele utilizou inicialmente sua campanha na defesa de sua proposta, até mesmo com a personalidade de salvador do PAMA, mesmo que sua proposta só contivesse o sacrifício dos assistidos e nenhum compromisso das patrocinadoras para solucionar o impasse, e depois, por passar a defender a transferência da responsabilidade de solução do PAMA para os assistidos, através do incentivo ao ingresso individual destes assistidos na Justiça de Pequenas Causas, dando a impressão de isentar-se, assim como sua Associação, de qualquer responsabilidade para solucionar o problema de todos assistidos.

Não é com soluções individuais que resolveremos o problema do PAMA. Necessitamos agir em conjunto e unidos, em nome de todos assistidos, conforme a FENAPAS já procedeu, para resolvermos definitivamente esta questão.

Por estes motivos, lembro que teremos uma ótima oportunidade de modificar esta situação, com o fim de soluções individuais, votando a partir do próximo dia 16 de março em candidatos alinhados e unidos com os assistidos e participantes de todos planos da Sistel.

Para lembrar-lhes quem são estes candidatos em cada região do Brasil, vote em um dos candidatos abaixo, todos apoiados pela FENAPAS e suas 14 Associações de Aposentados filiadas, pela APOS e pela FITRATELP (ex- SINTTEL).

No Estado de São Paulo, não vote em controvérsias e atitudes isoladas desagregadoras, vote nos candidatos coesos e com propostas definitivas em defesa dos cerca de 2.000 participantes e 24.000 assistidos da Sistel em todo Brasil, vote em 12 (Joseph) para o Conselho Deliberativo e 13(Girão) para o Conselho Fiscal.

Sangue Novo na Sistel!

Nas outras regiões, vote nos seguintes candidatos:

Fonte: Blog Aposentelecom (24/02/2015)

FENAPAS (FEDERAÇÃO DAS ASSOC. APOSENTADOS EM TELECOM) EMITE NOVO COMUNICADO DE APOIO A CANDIDATOS COMPROMISSADOS COM ASSISTIDOS E PARTICIPANTES DA SISTEL

Entre 16 e 25 de março, período de eleição da Sistel, dê preferência de seu voto aos candidatos compromissados com os interesses dos participantes ativos e assistidos de todos planos da Sistel, com as 14 Associações de Aposentados de todo Brasil filiadas a FENAPAS, alem da APOS, e dos sindicatos de trabalhadores filiados a FITRATELP (ex-FITTEL).
Somente esta união de candidatos voltada a estes interesses poderá resgatar definitivamente nossa coesão junto aos Conselhos Deliberativo e Fiscal da Sistel:

Fonte: FENAPAS (24/02/2015)

Sistel divulga os números dos candidatos. No RJ vote 07 (Burlamaqui) para o Conselho Deliberativo e 13 (Girão) para o Conselho Fiscal

Prezado(a) companheiro(a),

Voltamos a falar de eleições, porque a Sistel já divulgou o número relativo aos candidatos. E como estas eleições na Sistel foram alteradas, não sendo mais por “chapa”, mas por inscrição individual e por Região, alguns esclarecimentos são necessários:

1)    Data – A eleição será de 16/março (2ª-feira – a partir 8 hs) até 25/março (4ª-feira – até 18 hs).

2)    Região  – Você só pode votar no candidato da sua Região: Para Conselho Deliberativo – Região 2 (RJ), e para Conselho Fiscal – Região 1 (RJ e SP).

3)    Como votar – Você vota usando a Internet ou pelo telefone 0800 383 1676 (serviço gratuito). De preferência por telefone fixo.

4)    Documentos – Tenha com você seu CPF, sua matrícula na Sistel e a senha (exclusiva da eleição, já enviada pela Sistel).

5)    Senha – No instante de processar seu voto, digite seu CPF e senha.

6)    Nº candidatos – Em seguida, digite o número dos candidatos (indicados pela APAS-RJ e pela FENAPAS):

 

nº 07 CARLOS ALBERTO BURLAMAQUI – Para o Conselho Deliberativo (Região 2)

nº 13 SERGIO ELLERY GIRÃO – Para o Conselho Fiscal (Região 1)

 

7)    Confirmação – Não deixe de confirmar seu voto (Digite 5).

8)    Finalização – Só desligue depois de ouvir (ou ler) a mensagem que conclui o processo eleitoral: “Eleições Sistel 2015, agradecemos sua participação”.

 

Por que votar nos candidatos indicados pelas Associações e Fenapas?

Porque, entre outros argumentos, nossos candidatos, se eleitos:

1. Trabalharão em equipe e de forma coordenada;

2. Farão reuniões preliminares à reunião dos Conselhos para discutir, analisar e propor soluções para os problemas existentes;

3. Terão assessorias jurídica e atuarial contratadas pela Fenapas/associações. Exemplo: ações para solucionar o problema do PAMA com custas cobertas com a participação das associações e contribuição financeira dos Conselheiros;

4. Prestarão contas de suas ações e trabalharão sob orientação de suas Diretorias;

5. Contribuirão, com parte do que recebem de honorários, para um fundo da Fenapas ou suas Associações de origem. Esse fundo auxilia no custeio das despesas com ações jurídicas e realizações de assembleias necessárias para o  desempenho de suas funções;

6. Tomarão conhecimento antecipado de fatos e decisões, informarão às suas associações e à Fenapas, que por sua vez informarão aos Assitidos e Participantes, possibilitando que providências necessárias sejam tomadas de imediato para evitar prejuízos aos nossos interesses;

7. E por estarem em contato direto com suas Associações, tomarão conhecimento de problemas graves que estejam afetando os Associados e, assim,  buscarão soluções pessoalmente na Sistel.

 

VOTAR É UMA OBRIGAÇÃO, PORQUE VOCÊ TAMBÉM É RESPONSÁVEL POR SEU PLANO DE PREVIDÊNCIA. ESTA É APENAS UMA DAS RAZÕES DA IMPORTÂNCIA DA ESCOLHA, POIS SEU REPRESENTANTE SERÁ O SEU “OLHO” NA SISTEL.

Nº 07 CARLOS ALBERTO BURLAMAQUI

Nº 13 SERGIO ELLERY GIRÃO

 

Se houver dúvidas, dirija-se à APAS-RJ. Use também nossos telefones:

(21) 2262-7466 / (21) 2157-3566

FENAPAS EMITE COMUNICADO SOBRE A IMPORTÂNCIA DAS ELEIÇÕES SISTEL 2015

Prezado(a) Sistelado,
A partir do dia 16 (08:00h) até o dia 25 (18:00h) de março estará aberta a votação para a Eleição 2015 dos Conselhos Deliberativo e Fiscal da Fundação Sistel.  É um momento muito importante em nossas vidas. Temos que escolher quem nos represente com dignidade, honestidade, empenho, dedicação e que consiga unir-se com os demais eleitos para um trabalho de equipe. Muito mais do que as palavras dos candidatos, temos que analisar os atos passados que demonstram as intenções.
O Regulamento Eleitoral não prevê a formação de Chapa e o voto não é obrigatório, mas é de importância capital que exerçamos o direito de escolha, pois aos participantes (Ativos ou Aposentados) é reservado apenas um terço das vagas nos Conselhos. Apesar de a nossa representação ser minoritária é importante para a continuidade da defesa dos nossos direitos que o voto dos participantes, ainda que vencido, seja registrado.
É importante que você vote. Desta vez você tem que escolher um Candidato para o Conselho Deliberativo e outro Candidato para o Conselho Fiscal. Para votar você precisa da senha que foi enviada via Correio pela Sistel. Se você não recebeu a Senha ou a perdeu, você poderá solicitar a 2ª via na Central de Relacionamento da SISTEL – 0800 887 7005 – até as 19h00 do dia 20/2/2015.
Temos que optar por Candidatos que estejam diretamente envolvidos na defesa dos nossos interesses, sem nos deixar levar por discursos populistas e enganosos de soluções fáceis. Para o Conselho Fiscal a FENAPAS propõe a reeleição dos Companheiros Flordeliz (ASTAPTEL-MG) e Girão (APAS-RJ) e para Conselho Deliberativo a reeleição dos Companheiros Cleomar (ASTELPAR-PR) e Ezequias (APAS-DF) e a eleição dos Companheiros Burlamaqui (APAS-RJ) e Joseph (APOS-CPqD e Blog Aposentelecom). Todos eles têm demostrado com ações continuadas nos Conselhos e na atuação voluntária em suas Associações o seu comprometimento na efetiva defesa dos Direitos dos Participantes quer sejam Ativos ou Aposentados. Todos os seis estão a par dos problemas existentes nos diversos Planos administrados pela Sistel, seja o PBS-A, o PAMA e seu PCE, ou os Planos do CPqD.
“Aposentado do PBS-A, não caia no engodo da solução rápida para o PAMA utilizando ilegalmente as Sobras do PBS-A e liberando as patrocinadoras das suas responsabilidades! Esta solução além de ilegal se mostrou inviável!”
Vote, com o seu CPF e sua Senha! Votar não custa nada! Não votar pode sair muito caro!
                                         Conheça a FENAPAS Visite o nosso Site
Fonte: Site da Fenapas

ELEIÇÕES SISTEL: ASSISTIDOS DA SISTEL QUE NÃO RECEBERAM AINDA SENHA PARA VOTAÇÃO DEVEM REQUERE-LA URGENTEMENTE

Os assistidos e participantes que não receberam ainda uma carta da Sistel informando a senha pessoal para votação e os procedimentos para esta eleição, devem ligar urgentemente para a Sistel no fone gratuito 0800 887 7005 ou no Fale Conosco na web (área restrita) e solicitar a segunda via desta senha.

Somente através desta senha será possível votar nos nossos representantes nos Conselhos Deliberativos e Fiscal da Sistel. O prazo para requerer a segunda via da senha termina em 20/fev e temos o carnaval no meio deste período. Por este motivo, acelere sua solicitação.

A participação em peso dos assistidos e participantes da Sistel nesta eleição, através de seu voto, será de suma importância para conquistarmos uma representação prestigiada, compromissada e afinada com os interesses dos sistelados, principalmente nesta época de turbulência em que estamos vivendo, onde ameaças de todos os tipos pairam sobre diversos planos da Sistel (PAMA-PCE, PBS-A e planos patrocinados pela Fundação CPqD e suas coligadas).

Não vamos deixar que os altos índices de abstenção ocorridos em eleições passadas, quando os planos estavam mais estáveis, se repitam neste ano, justo quando mais necessitamos de representantes compromissados com nossas causas e para que atuem em nossa defesa, pois a sede das patrocinadoras em faturar sobre nossos planos aumenta a cada dia.

Não esqueçam que a eleição será somente entre 16 e 25 de março, mas que é necessário estar de posse da senha até 20/fev e para isso, guarde-a em local seguro.

Para escolher seus dois candidatos (um no Conselho Deliberativo e outro no Fiscal), segundo seu Estado de residência, elaboramos uma lista dos postulantes que atendem ao requisito de compromisso e união com nossa causa. Seus respectivos números para votação serão fornecidos pela Sistel a partir do dia 20/fev:

 Como candidato que sou ao Conselho Deliberativo (Joseph Haim), conto com seu voto e divulgação em SP, assim como no meu colega Sergio Girão, para o Conselho Fiscal. Nos outros Estados, basta escolher um dos candidatos acima.
Fonte: Blog Vida de Aposentado em Telecom

Entrevista do candidato ao Conselho Fiscal da Sistel Sergio Girão

Leia, a seguir, a entrevista do candidato ao CF da Sistel, Sergio Ellery Girão Barroso,  apoiado pela APAS-RJ, concedida ao jornalista João Carlos Fonseca.

 

  J.C.FONSECA – Poderia nos dar seu nome e atual posição

Girão  -  Meu nome é Sérgio Ellery Girão Barroso. Sou engenheiro eletrônico, formado em 1966 pelo Instituto de Tecnologia da Aeronáutica – ITA, atuário (2003) e estatístico (2005) formado pela UFRJ. Atualmente, sou membro do Conselho Fiscal da Fundação Sistel de Seguridade Social (SISTEL). Meu mandato, iniciado em 2012, expira em 2015. Sou candidato a um novo mandato.

J.C.FONSECA – Fale-nos um pouco de seu passado acadêmico

Girão-  Sou natural de Fortaleza, no Ceará. Fiz mestrado em Pesquisa Operacional no ITA, em 1969. Fui professor daquele estabelecimento de ensino superior, em cursos de Pesquisa Operacional,  Probabilidade e Estatística.

J.C.FONSECA – Um pouco de sua vida profissional.

Girão – Em 1973, me transferi para a Companhia Telefônica Brasileira – CTB, que acabou virando Telecomunicações do Estado do Rio de Janeiro –Telerj e onde permaneci até 1998, depois da privatização.

J.C.FONSECA – Sua  atuação na Telerj.

Girão – Iniciei como engenheiro no Departamento de Processamento de Dados, na Gerência de Pesquisa Operacional, encarregada, à época, de desenvolver sistemas de otimização para telecomunicações.  Basicamente, fiquei nessa área, a que fui acrescentando trabalhos de estatística.

J.C.FONSECA – O Sr.  se sente à vontade em dados econômicos e  financeiros? 

Girão -  Sinto-me bem à vontade, exatamente. E também em atuária que é um item muito importante para analisar o comportamento e desempenho  da Sistel.

J.C.FONSECA – Sua  gestão no Conselho Fiscal da Sistel.

Girão – Além de participar da fiscalização dos elementos puramente contábeis, eu achei por bem entrar no mérito da parte atuarial  da Sistel. Fazia falta no Conselho Fiscal alguém que entendesse de estatística e atuária, que são dois elementos fundamentais no funcionamento da Sistel.

J.C.FONSECA –  O plano PBS-A dos aposentados da Telerj é de Benefício Definido?

Girão – Isso é bom para o assistido Ele cria um comprometimento maior da Sistel, que passa a ter uma responsabilidade explícita a respeito de rentabilidade, algo que em Planos de Contribuição Definida normalmente não existe de forma tão forte.

J.C.FONSECA – O Conselho Fiscal da Sistel tem muita responsabilidade?

Girão – Tem. Ele deve julgar a parte contábil e, no meu entender, também as partes estatísticas e atuariais da Fundação.

J.C.FONSECA – Ser do Conselho Fiscal é um cargo político?

GirãoÉ um cargo principalmente técnico, de grande responsabilidade.

J.C.FONSECA – Que dados o Conselho Fiscal utiliza?

 Girão – No caso da Sistel, são dados financeiros que têm uma transparência razoável e os dados e análises  estatísticas e atuariais que, em minha opinião, não apresentam  o mesmo nível de transparência.

J.C.FONSECA – Depois de reeleito, o que pretende fazer?

Girão – Pretendo dar continuidade ao trabalho que venho empreendendo, solicitando explicações sobre a parte atuarial  e sobre a parte estatística, além da área financeira e previdencial.

J.C.FONSECA – O que está acontecendo com nosso Plano de Saúde?

Girão – O Plano de Saúde é algo fundamental para nós. Há, todavia, várias dúvidas sobre a qualidade das informações do Plano de Saúde.  Estamos trabalhando para vê-las esclarecidas.

J.C.FONSECA – Nosso Plano de Previdência.

Girão – Também  há dúvidas quanto a escolha de alguns de seus  parâmetros. A questão foi levantada e não foi ainda totalmente resolvida pela Sistel.

J.C.FONSECA – Poderia explicar mais.

Girão – A Sistel está utilizando tábuas de mortalidade – um instrumento importante em atuária – que não são totalmente justificadas.

J.C.FONSECA – Há paridade no Conselho Fiscal?

Girão – São dois representantes dos assistidos e quatro das patrocinadoras. Todavia, o Conselho Fiscal, por ser um órgão mais técnico e menos político, exibe uma colaboração muito maior entre seus membros, o que não sucede, por exemplo, no Conselho Deliberativo.

J.C.FONSECA – Que razões o levaram a  se candidatar ao Conselho Fiscal?

Girão – Basicamente, para defender os interesses dos Participantes e dos Assistidos junto à Sistel.  Da minha parte, pelo menos, com um foco maior na parte estatística e atuarial.

J.C.FONSECA – A parte estatística e atuarial  é importante?

Girão – Sim. Dependendo da escolha dos parâmetros pode se decidir, por exemplo, se haverá, ou não, superávit.

J.C.FONSECA – Tudo isso não é muito teórico?

Girão-  São mecanismos por vezes sutis e nem por isso de efeitos menos contundentes. No caso do PAMA e do PAMA-PCE, a questão é a de seu financiamento, o que   tem a ver com a tábua de mortalidade adotada.

J.C.FONSECA – O  Conselho Fiscal tem seus pedidos  atendidos pela Sistel?

Girão Em alguns casos, sim em outros, não. Vamos continuar insistindo. 

J.C.FONSECA –  Desculpe a pergunta,  o  Sr. entende de  atuária? .

GirãoAo longo de minha vida profissional fui obrigado a aprender atuária, que hoje exerço profissionalmente. Participei  durante dez anos da equipe da Telos,  que é a Fundação de Previdência dos empregados da Embratel,e cuja alteração de plano,  ao final dos anos 80, serviu de modelo para a proposta de PRV da Sistel, elaborada em 1989, cuja adaptação levou à atual versão do PBS.

J.C.FONSECA – Algo mais?

GirãoMuito Obrigado.

PAMA e PCE: FENAPAS entra com Agravo de Instrumento!

A FENAPAS entrou com Ação Contra o Reajuste Abusivo do PCE, praticado pela Sistel, contra o cancelamento ilegal do PAMA por motivos de inadimplência do Assistido no PCE ou no PAMA, pela cobrança do custeio do PAMA das patrocinadoras de acordo com o Regulamento do PBS e do PAMA e pelo retorno dos Suspensos ou Cancelados ao PAMA. Na Primeira instância tivemos a Gratuidade de Justiça reconhecida, no entanto o Juiz quis ouvir a Sistel antes de decidir-se pela Liminar de suspensão do reajuste do PCE.

Considerando a situação aflitiva dos Assistidos com a cobrança do Reajuste Abusivo no PCE, nos Contra-Cheques de Janeiro de 2015 e nos Boletos vencendo em 12/02/2015, os nossos Advogados (Equipe da Dra. Marcelise) entraram no dia 28/01/2015 com o Agravo de Instrumento com PEDIDO DE EFEITO SUSPENSIVO (Tutela Antecipada ou Liminar) do Reajuste Abusivo da Contribuição Mensal por Grupo Familiar do PCE. O Agravo de Instrumento já foi distribuído e o Desembargador designado. Aguardamos o julgamento.

Para melhor defender os seus direitos é necessário que o Aposentado se Associe e que a sua Associação se una à FENAPAS!

A SUA, A NOSSA FORÇA É A UNIÃO!

Veja:

O Fale Conosco do Colega Nazir M. Zaire [Blog Aposentelecom]

O desabafo da Colega de São José do Rio Preto [Blog Aposentelecom]

Sempre será possível um Acordo que respeite os direitos dos Assistidos e que eles possam decidir!

Fonte: Site da Fenapas