INFORME DE FINAL DE ANO

MENSAGEM DO PRESIDENTE
Mais um ano se encerra, mais um ciclo se
fecha e é tempo de se fazer uma retrospectiva.
É tempo de olhar para trás e rever os planos
que a APAS-RJ traçou, o caminho percorrido,
as metas e os objetivos que foram, com
esforço, alcançados em 2019.
Um ano que começou com a perspectiva,
mais uma vez, de distribuição do superávit do
PBS-A, como nos anos anteriores.
Mas desta vez, o ano termina com o nosso
objetivo alcançado. Nossos associados
pertencentes ao plano PBS-A finalmente
receberão os superávits de 2012, 2014 e 2015.
Para o próximo ano, nossa meta é a
liberação do superávit do PBS-A de 2016.
Acreditamos que a partir do feito deste ano, os
próximos serão menos difíceis.
Natal é época de renascimento, de
reacender as esperanças de renovar sonhos.
Nós da Diretoria da APAS-RJ, agradecemos
sua confiança em nosso trabalho, durante esse
ano que está terminando.
Que o Natal seja um momento de luz e
harmonia e que no próximo ano possamos
compartilhar juntos novas conquistas.
Feliz Natal, boas festas e um ótimo ano novo
para você e toda sua família.
Nominando
SUPERÁVIT PBS-A
Desde 2009, o plano PBS-A vem dando superávit,
entretanto a Sistel nunca repassou para os assistidos.
Em todos esses anos a APAS-RJ vem agindo numa luta
incansável por essa liberação. Com nossa persistência
e abnegação conseguimos que fosse liberado o
superávit do PBS-A, relativo aos anos de 2012, 2014 e
2015.
Essa vitória é de todos que com perseverança não
desistiram em momento algum de nosso objetivo.
Fomos obrigados a ceder parte de nosso direito para
receber em vida a outra parte. Isso faz parte do jogo de
poder, tendo sempre a parte mais fraca que ceder parte
de seus direitos.
A APAS-RJ teve um grande papel nesta vitória, além
é claro dos nossos Conselheiros eleitos que souberam
muito bem nos representar.
A PREVIC estava desconfortável para aceitar a
distribuição de parte do superávit para as
patrocinadoras. Em seu parecer sobre o processo isso
ficou bem claro.
Já em 2016, no procedimento de Supervisão
Permanente da PREVIC, fôra observada irregularidade
na destinação do superávit do PBS-A tendo os
auditores declarado, na época, que a transferência de
valores do plano PBS-A, para as empresas
(patrocinadoras) constituía uma forma de
enriquecimento ilícito pois estas nunca contribuíram
para o Plano.
Fato relevante, também, ocorreu com a ida dos
Conselheiros eleitos à PREVIC quando das pendências
por ela apresentadas. Foi discutido e acordado com a
Previc a retirada do Regulamento o artigo referente ao
déficit do plano, que seria muito prejudicial aos
assistidos.
Vamos comemorar o nosso feito, mas não vamos
ficar deslumbrados com o fato, temos que permanecer
vigilantes, pois quem tem mais poder sempre vai querer
tirar mais e mais dos mais fracos.
CORREÇÃO DO PAMA
A Sistel divulgou que corrigirá a mensalidade do
PAMA em 3,37% (índice acumulado em 12 meses do
INPC), em dezembro. Não é o bom-senso, pois em
outubro de 2015 foram transferidos, para o plano de
saúde, cerca de 3 bilhões de reais referentes aos
superávits dos anos 2009/2010/2011 e parte de 2012,
segundo alegação da Sistel, para cobrir déficit atuarial
do PAMA, em cumprimento a decisão judicial. O fundo
garantidor do PAMA desde este aporte é crescente
anualmente e hoje acumula mais de 4 bilhões de reais.
Neste período, se observa que somente os rendimentos
da quantia aplicada, tem sido suficientes para cobrir,
com sobras, as despesas médicas efetuadas.
A nosso ver não haveria necessidade de correção no
plano e sim

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>